O que é Sibutramina?

O que é “sibutramina”?

Sibutramina é um remédio usado para tratar a obesidade e doenças relativas ao distúrbio da fome.

As informações a seguir sobre SIBUTRAMINA foram colhidas em fontes de informação como trabalhos acadêmicos. Logo, elas são mais confiáveis que a maioria das fontes encontradas pela internet a fora.

Experiência Clínica com o Uso Conjunto de Sibutramina e Orlistat em Pacientes Obesos

Entre os medicamentos contra a obesidade, a sibutramina (Knoll Pharmaceutical Company) e seus metabólitos agem no sistema nervoso central, inibindo a recaptação da serotonina e noradrenalina sem atividade de liberação e, dessa forma, modulando a neurotransmissão e aumentando a saciação e a saciedade.

Efeitos colaterais

Oitenta e nove pacientes relataram pelo menos um efeito adverso, enquanto que 25 pacientes não apresentaram nenhum efeito colateral. Alguns eventos gastrintestinais foram atribuídos ao orlistat, enquanto outros eventos, no julgamento do investigador principal (AH), estiveram relacionados com o tratamento com sibutramina.

#

Avaliação do efeito da sibutramina sobre a saciedade por escala visual analógica em adolescentes obesos

O agente antiobesidade sibutramina, ao contrário dos anorexígenos, parece exercer seu efeito de redução de ingestão alimentar principalmente por estímulo da saciedade. Com o objetivo de avaliar o efeito da sibutramina sobre a saciedade, utilizamos uma EVA* em adolescentes obesos que participaram de um estudo duplo-cego randomizado, comparando sibutramina 10mg com placebo.

*Técnica de medição. Os pacientes marcavam se estavam com muita ou pouca fome conforme explicação abaixo.

Na fase de tratamento, o adolescente era randomizado para placebo ou sibutramina de forma duplo cega. Neste período, 47 participantes da pesquisa receberam 13 folhas para serem preenchidas a intervalos horários, das 9 às 21 horas, cada uma delas com uma escala de 10cm disposta horizontalmente com as palavras “pouco cheio” e “muito cheio” nas suas extremidades como no exemplo abaixo:

“pouco cheio”
“muito cheio”

Comparando-se a área sob a curva dos 2 grupos, encontramos 4.609 ± 1.309 para o grupo tratado com sibutramina e 4.141 ± 1.432 para o grupo placebo* (p= NS). Desta forma, a sibutramina não parece apresentar efeito sobre a saciedade de adolescentes obesos, pelo menos quando avaliado através de uma EVA.

#

* Efeito placebo: é dado um “comprimido de farinha” sem que a pessoa saiba para que se possa comparar os efeitos do remédio.

___________

Colabore: troca de experiências

Caso você use SIBUTRAMINA, partilhe abaixo a sua experiência com os outros visitantes desta página. Se possível deixe seu e-mail para que as pessoas possam entrar em contato.