Lista das plantas medicinais que fazem bem para saúde

As plantas curam, diz a sabedoria popular sobre as raízes, folhas ou cascas. As plantas medicinais são usadas para fazer uma infinidade de chás usados como medicamentos que sempre ajudaram, principalmente quem mora no interior e não tem fácil acesso aos remédios químicos.

Cada uma tem uma finalidade e curam ou aliviam a dor de cabeça, dor de estômago, dores pelo corpo, controla a pressão, o colesterol e muitos outros problemas de saúde. Tanto ajudam no tratamento de uma série de doenças, que o Ministério da Saúde achou necessário estudar mais a fundo e comprovar a eficácia das plantas medicinais.

No site da ANVISA tem a lista de plantas medicinais que já foram analisados em laboratórios. Todos comprovados oficialmente que realmente elas podem fazer muito bem para saúde, não substituir medicamento, mas podem auxiliar no tratamento médico de muitos tipos de doenças.

A lista abaixo é geral de plantas medicinas conforme o conhecimento popular e dentre elas, encontram-se várias que já foram testadas e aprovadas pela ANVISA.

Lista das plantas medicinais e para que servem:

  • Abacateiro “Persea persea”: diurética, cálculos renais, fígado, rins, bexiga.
  • Abútua/Cóculos, “Chondodendron platyphyllum”: Cálculos renais, cólicas uterinas, fígado.
  • Açafrão: diminui cólicas em crianças, trata diarréia crônica, provoca sono, aumenta o leite durante a amamentação, alivia a azia. Auxilia a concentração.
  • Açoita-cavalo, “Luhea speciosa”
  • Agar-agar, “Gelidium corneum”
  • Agoniada, “Plumeria lancifolia”: Inflamações de útero, ovários e menstruações difíceis.
  • Aipo: diurético, combate a artrose e a artrite, calmante.
  • Alcachofra, “Cynara scolymus”: Diminui o colesterol, digestivo, hepático.
  • Alcaçuz, “Periandra dulcis”: Bronquite, tosse, laringite, rouquidão.
  • Alecrim-do-campo: Tônico, vias respiratórias e banhos relaxantes.
  • Alecrim, “Rosmarinus officinalis”: estimulante, circulatório, tônico capilar e inalação.
  • Alfafa, “Medicago sativa”: Baixa o colesterol, osteoporose, raquitismo, relaxante.
  • Alfavaca, “Ocimum canum”: Rins, prisão de ventre, aftas, bronquite, gripes fortes.
  • Alfazema, “Lavandula angustifolia”: Calmante, asma, gases, rinite, analgésica nas dores.

  • Algodoeiro, “Gossypium erbaceum”: Hemorragia uterina, regras profusas, reumatismo.
  • Alteia, “Althaea officinalis”
  • Ameixa (folhas): Prisão de ventre, laxativo médico, azia.
  • Amor-do-campo, “Acanthospermum australe”: Afecções das vias urinárias e rins, prostatite.
  • Andiroba: cicatrizante e anti-inflamatório.
  • Angélica, “Archangelica officinalis”: Cólicas, gases, digestiva, nevralgias, enxaquecas.
  • Angico, “Piptadenia colubrina”: Diarreia, desenteria, gripes. Uso externo: Lavagens e gargarejos.
  • Aniz-estrelado, “Illicium verum”: Relaxante, insônia, gases (infantil e adulto).
  • Aperta-ruão, “Piper aduncum”: Mau hálito, fígado, diarréia, hemorragias.
  • Aquileia-mil, “Achillea millefolium”: Folhas: Analgésica, febrifuga, bactericida, menopausa.
  • Arnica-do-brasil “Solidago microglossa”
  • Arnica, “Arnica montana”: Anti-inflamatória, reumatismo, artrite, artrose, dores.
  • Aroeira, “Schinus terebinthifolius”: Diurética, ciática. Uso externo: Contusões, icterícia.
  • Arruda, “Ruta graveolens”: Amenorréia. Uso externo: Varizes, flebites, abcessos, erisipela.

arruda

  • Artemísia, “Artemisia vulgaris”: Nevralgia, cólica menstrual, vermes, circulatória.
  • Assa-peixe, “Vernonia polyanthes”: Expectorante, tosse, resfriados, diurético, cicatrizante.
  • Avenca: Afecções catarrais, bronquite, tosse, laringite.
  • Bálsamo: Incontinência urinária, expectorante. Uso externo: Afecções da pele.
  • Banchá, “Thea sinensis”: Desintoxicante, digestivo, colesterol e emagrecedor.
  • Barbatimão, “Stryphnodendron barbatiman”: Gastrite, úlceras. Uso externo: Cicatrizante, lavagem íntima.
  • Bardana, “Arctium lappa”: Desintoxicante, depurativo, cicatrizante, colesterol.
  • Batata-de-purga, “Exogonium purga”: Laxativo energético, depurativo.
  • Bétula, “Betula alba”: Gota, colesterol, triglicérides, ácido úrico, dores.
  • Boldo, “Peumus boldus”: Hepatoprotetor, fígado, pâncreas, vesícula.
  • Buchinha-do-norte, “Luffa perculata”: Uso externo para inalação contra a sinusite.
  • Bugre/Porangaba: Ácido úrico, gota, depurativo, emagrecedor.
  • Cabreúva: Diabetes, reumatismo, coluna, gota, contusões.
  • Cacto, “Cereus grandiflorus”: Cardiotônico, contra palpitações, síndromes cardíacas.
  • Cajueiro, “Anacardium occidentale”: Diabetes, colesterol, triglicérides, depurativo.
  • Cálamo-aromático, “Acorus calamus”
  • Calêndula, “Calendula officinalis” (flor): Cicatrizante, calos, verrugas, frieiras, manchas.
  • Cambará “Lantana camara”: Expectorante, balsâmico, tosse e gripes.
  • Cambuí: Anti-hemorrágico, é usado nas vias respiratórias.
  • Camomila, “Matricaria chamomilla”: Estomacal, nas cólicas das crianças e enxaqueca.

  • Cana-do-brejo, “Costus spicatus”: Diurético, anti-inflamatório, cistite, próstata.
  • Canela-da-china, “Cinnamomum cassia”
  • Canela: Estimulante, gripes, resfriados, febres.
  • Cannabis: Efeito antiemético, podendo ser usado no alívio do enjoo e depressão relacionados com o câncer. Analgésico. Reduz significativamente a pressão intraocular e o fluxo lacrimal empacientes com glaucoma.
  • Capim-cidrão/Erva-cidreira, “Cymbopogon citratus”: Trata insônia, agonia, palpitações.
  • Capim-santo: tranquilizante. Trata dores de cabeça.
  • Capim-rosário: Depurativo das vias urinárias.
  • Carapiá, “Dorstenia multiformis”: Afrodisíaco, irregularidades do fluxo menstrual.
  • Cardamomo: trata infecções nas gengivas e dentes, dores de garganta, congestão pulmonar.
  • Cardo-mariano, “Silybum marianum”
  • Cardo-santo, “Cnicus benedictus”: Febrífugo, coqueluche, asma, bronquite, estomacal.
  • Carobinha, “Jacaranda caroba”: Deputativa, antialérgica, disenteria, prostatite.
  • Carqueja-amarga: Depurativa, emagrecedora, colesterol, diabetes.
  • Carqueja-doce: Hepatoprotetora, digestiva, diurética, emagrecedora.
  • Carqueja, “Baccharis genistelloides”
  • Carrapicho: Dores lombares, males da bexiga, rins.
  • Carvalho Casca: depurativo, cicatrizante, Interno e Externo.
  • Casca-d’anta, “Drimys winteri”
  • Casca-d’anta-abóbora: trata a anemia, fraqueza digestiva, vômitos.
  • Casca-de-imburana: Balsâmica das vias respiratórias, colites.
  • Casca-de-laranja, “Citrus aurantium”: Relaxante, digestiva, aromática.

  • Cáscara-sagrada, “Rhamnus purshiana”: Laxativo, emagrecedora, trata a bílis e baço.
  • Cassaú, “Aristolochia cymbiferas”
  • Castanha-da-índia, “Aesculus hippocastanum”: Má circulação, flebite, hemorróidas e varizes.
  • Catinga-de-mulata, “Tanacetum vulgare”: Artrite, artrose, gota. Uso Externo: Psoríase, piolhos.
  • Catingueira: Depurativo, afrodisíaco. Uso Externo: Eczema, impingem, erisipela.
  • Catuaba, “Trichilia catigua”: energético, falta de memória, afrodisíaco.
  • Cavalinha, “Equisetum hiemale”: Diurético, ácido úrico, circulação, hipertensão, rins.
  • Cedro: Febres altas, disenterias, fraqueza orgânica. Uso externo: Dores musculares.
  • Centaurea –
  • Fel-da-terra: inapetência, estômago, febre alta, hepatite.
  • Centella-asiática, “Hydrocotyle asiatica”: *Celulite, gordura localizada, circulatória, caimbras.
  • Chá-de-bugre, “Cordia salicifolia”
  • Chá-preto: Estimulante, digestivo, tônico.
  • Chá-verde, “Camelia Sinensis”
  • Chapéu-de-couro, “Hydrocotyle asiatica”: Depurativo, colesterol, diabetes, gota, ácido úrico.

  • Chapéu-de-napoleão – Aguaí: Semente energética, uso externo comprovado.
  • Mentruz, “Chenopodium ambrosioides” ou *Erva-de-santa-maria, “Dysphania ambrosioides”:
  • Cinco-plantas: Espécies diuréticas.
  • Cipó-azougue, “Apodanthera smilacifolia”: Depurativo, eczemas, feridas, furúnculos, herpes.
  • Cipó-cabeludo, “Echinodorus macrophyllus”: Cistite, nefrite, uretrite, não elimina a albumina.
  • Cipó-caboclo: Orquite, hemorroidas, flebites, erisipela.
  • Cipó-cravo, “Banisteria argyrophylla”: Estomacal, gastrite, azia, gases.
  • Cipó-cruz/Cainca, “Chiococca brachiata”: Reumatismo, diabetes, ácido úrico, inchaço.
  • Cipó-cruzeiro: Reumatismo, artrose, artrite, coluna, tendenite.
  • Cipó-prata, “Mikania hirsutissima”: Areias e cálculos de rins e bexiga, dores.
  • Cipó-suma, “Anchieta salutaris”: Depurativo, furúnculos, acne, eczema, afecções mucosas.
  • Cipreste/Tuia, “Thuya occidentalis”:: Disenteria, corrimento. Uso Externo: Feridas, úlceras, verrugas, calos.
  • Citronela: repelente de insetos – Cuidado para não confundir com o capim limão ou erva cidreira que são parecidas. O chá para tomar não pode ser feito de citronela.

  • Coentro (grão): Digestivo, gases intestinais, colite.
  • Coentro, “Coriandrum sativum”
  • Cominho: combate gases, é diurético, provoca menstruação.
  • Jasmim-arábico, “Coffea arabica”
  • Confrei, “Tynnanthus fasciculatus”
  • Contas-de-lágrima, “Coix lacryma”
  • Copaíba: cicatrizante e anti-inflamatória. Combate sinusite, bronquite, inflamações nas vias urinárias e respiratórias.
  • Cordão-de-frade, “Symphytum officinale”: Febre reumática, dores musculares e circulação.
  • Coro-Onha
  • Olho-de-boi: Uso externo. Sementes energéticas para hipertensão.
  • Crataegos “Crataegus oxyacantha”
  • Cravo-da-índia, “Caryophyllus aromaticus”
  • Cúrcuma: Fígado, vias urinárias, icterícia, bronquite.
  • Damiana, “Turnera diffusa”: Incontinência urinária, impotência, tônico e estimulante.
  • Dente-de-leão, “Taraxacum taraxacum”: Depurativo, desintoxicante, laxante brando.
  • Douradinha, “Palicourea rígida”: Diurética, depurativo, afecções cutâneas, ácido úrico.
  • Éfedra “Ephedra distachya”
  • Emburana “Torresea cearensis”
  • Endro/Dill, “Anethum graveolens”: Cólicas, calmante leve, aumenta o leite materno.
  • Equinacea, “Echinacea purpurea”
  • Erva-baleeira, “Cordia verbenacea”: Reumatismo, artrite, artrose, dores musculares.
  • Erva-cidreira, “Lippia alba”  – Cuidado para não trocar pela citronela que não é bom para fazer o chá.
  • Erva-de-bicho, “Polygonum hydropiper”: Tratamento de hemorróidas e úlceras, varizes, uso interno/externo.
  • Erva-doce, “Pimpinella anisum”: Gases intestinais, cólicas, estimulante.

  • Erva-passarinho, “Struthanthus marginatus”: Moléstias pulmonares. Uso Externo: Eczemas, sarna.
  • Erva-santa-maria: Vermífuga, parasitas intestinais, laxativo.
  • Erva-são-joão/Mentrasto: Mentrasto: Antidepressivo, males da menopausa, dores musculares, colites e cólica menstrual.
  • Erva-tostão/pega-pinto, “Boerhaavia hirsuta”: – Pega Pinto: Afecções urinárias, fígado e baço.
  • Mate verde/Mate, “Ilex paraguariensis (torrado)”: Tônico cerebral, estimulante, digestivo, diurético.
  • Escamonéia “Convolvulus scammonia”
  • Espinheira-santa “Maytenus ilicifolia”: Gastrite, úlcera, calmante das paredes estomacais.
  • Estigma de milho, “Zea mays”: Hidratante dos rins e cólica renal.
  • Estragão: cólicas menstruais e infantis, repelente, lavagem de ferimentos.
  • Eucalipto, “Eucalipytus globulos”: Desinfetante das vias respiratórias e balsâmico.
  • Fedegoso, “Cassia occidentalis”: Laxante, depurativo. Uso Externo: Afecções da pele.
  • Fel-da-terra, “Erythraea centaurium”
  • Feno-grego, “Trigonella foenum”: Diabetes, digestivo, laxante brando.
  • Fitolaca, “Phytolacca decandra”
  • Flor-de-são-joão: Vitiligo.
  • Frangula, “Rhamnus frangula”
  • Fuccus, “Fucus vesiculosus”: Disfunções da tireóide, vesícula, obesidade.
  • Funcho, “Foeniculum foeniculum”: Gases, digestivo e relaxante.
  • Garra-do-diabo, “Harpagophytum procumbenss”: Reumatismo sangüíneo, esporão, gota, desintoxicante.
  • Genciana: Fraqueza orgânica, anemia, tônico estimulante de apetite.

  • Gengibre, “Zingiber zingiber”: Asma, bronquite, rouquidão, colesterol.
  • Gervão, “Stachytarphetta dichotoma”: Tônico estomacal, fígado, pâncreas, depurativo.
  • Ginkgo biloba, “Ginkgo biloba L.”: Atua nos radicais livres. Oxigenação cerebral.
  • Pfaffia, “Pffafia iresinoides”/”Pffafia paniculata”: Energético, colesterol, diabetes.
  • Goiabeira: Combate a diarreia e afecções da garganta.
  • Graviola “Anona muricata”: Diabetes, colesterol, emagrecimento.
  • Grindelia “Grindelia camporum”
  • Guaçatonga “Casearia sylvestris”: Gastrite, úlcera, depurativo, cicatrizante, herpes.
  • Guaco, “Mikania glomerata”: Expectorante, tosse, bronquite e resfriados.
  • Guaraná, “Paullinia Cupana”: Estimulante físico e mental.
  • Guiné, “Petiveria aliacea”
  • Hamamelis, “Hamamelis virginiana”: Favorece a circulação, varizes, trombose, hemorroidas.
  • Hibiscus, “Hibiscus sabdariffa” (Rosela): Antifebril, digestivo, relaxante, obesidade.
  • Hipérico: Antidepressivo.
  • Hortelã, “Mentha piperita”: Espasmos, náuseas, azia, relaxante, dispepsia nervosa.
  • Imburama (sementes): tônico, gastrite, tosse, expectorante, asma.
  • Ipê Roxo/Pau-d’arco, “Tabebuia avellanedae”: Arteriosclerose, fortifica o sangue, úlceras.
  • Ipecacuanha, “Evea Ipecacuanha”: Disenteria, catarros do pulmão, bexiga, garganta.
  • Jaborandi, “Pilocarpus microphyllus”
  • Jambolão, “Syzygium jambolana”: Eficaz no tratamento do diabetes.
  • Japecanga: Depurativo, diurético, sífilis, reumatismo.
  • Jarrinha: Nevralgias, dores musculares e artríticas, estimulante.
  • Jasmim Chinês, “Jasminum pubescens”

  • Jasmim (Flor): Relaxante, digestivo, insônia.
  • Jasmim (Folhas): Digestivo, alcoolismo, cardiotônico, circulatório.
  • Jatobá, “Hymenaea stilbocarpa”: Balsâmico, bronquite, laringite, orquite.
  • Jequitibá, “Cariniana brasiliensis”: Uso externo: gargarejos, aftas, anjina, amigdalites.
  • João-da-costa, “Echites peltata”: calores da menopausa, trata o útero e ovários.
  • Juá: saponáceo natural, anticaspa uso externo.
  • Jurema Preta, “Acácia jurema”: uso externo: feridas, cancros, úlceras, erisipelas.
  • Jurubeba, “Solanum paniculatum”: hepatoprotetor, vesícula, pâncreas, baço, intestinos.
  • Kumell: Diurético, cólicas, estomacal.
  • Laranjeira, “Citrus aurantium”:
  • Lavanda: calmante e analgésica; combate asma, gases, rinite.
  • Mastruço, “Lepidium sativum”:
  • Levante, “Mentha Silvestris”: Febres, congestão nasal, expectorante.
  • Limão Bravo: Friagem, tosse, bronquite, resfriados.
  • Linhaça, “Linum usitatissimum” (semente): Laxante brando, gases intestinais.
  • Lobelia: Desinfetante das vias respiratórias, tabagismo.
  • Losna, “Artemisia absinthium”: Falta de apetite, diabetes, fígado, pâncreas, bílis, mau hálito.
  • Lótus: Emoliente catarral, antitossígeno, rinite, laringite.
  • Louro, “Laurus nobilis”: Amenorréia, nevralgia, cólicas estomacais e menstruais.
  • Lúpulo, “Humulus lupulo”: Calmante, insônia crônica.
  • Maçã: Digestivo, relaxante, debilidade estomacal.
  • Macela, “Achyrocline satureoides”: Antidiarréica, fígado, pâncreas, colite, vesícula.
  • Malva Branca: Gengivite, garganta, abcessos e desinfetantes.
  • Malva, “Sida Cordifolia”
  • Mama Cadela, “Brosimum gaudichaudii”
  • Mamica de Cadela, “Zanthoxylum subserratum”: Dores de dente e ouvido. Uso interno e externo vitiligo.
  • Manacá, “Brunfelsia hopeana”
  • Mandacaru, “Cereus eruvianus”
  • Mangerona “Origanum majorana”
  • Manjericão “Ocimum basilicum”: Anti-inflamatório, garganta, tosse, digestivo.

  • Manjerona: combate insônia, gripes, resfriados, gases e cólicas menstruais.
  • Maracujá “Passiflora alata / Passiflora edulis”: Calmante, sedativo leve, insônia, alcoolismo.
  • Marapuama “Croton moritibensis”: Tônico nervino, afrodisíaco, impotência sexual.
  • Melão-de-são-caetano “Momordica charantia”: Regulariza o fluxo menstrual. Uso externo: piolhos.
  • Melissa/Erva cidreira “Melissa officinalis”: Cardiotônica, calmante, gastrite crônica.
  • Menta: Digestivo, espasmos, cálculos biliares.
  • Mentruz/Mastruço: Fortalecedor pulmonar, gastrite, cicatrizante.
  • Milhomens: Afecções das vias urinárias, prostatite, diurético.
  • Mirra “Commiphora molmol”
  • Muirapuama “Apuleira molaris”
  • Mulungu “Erythrina mulungu”: Sedativo, insônia crônica, alcoolismo, asma.
  • Muña: analgésica, anti-séptica, broncodilatadora, expectorante, silencia a tosse. Laxante. Regula a menstruação.
  • Mutamba: Afecções do couro cabeludo e queda de cabelo. Uso externo.
  • Nó de Cachorro “Heteropteris aphrodisiaca”: Estimulante geral e afrodisíaco.
  • Nogueira “Juglans regia”: Trata útero, bexiga, inflamação dos ovários.
  • Noz-de-cola “Cola acuminata”: Debilidade física, mental e sexual, estimulante.
  • Noz-moscada “Myristica fragrans”: Estomacal, cólicas, arrotos, soluços, hipertensão.
  • Óleo vermelho “Myrospermum erytroxilon”
  • Oliveira: Regula os intestinos e pressão arterial.
  • Orégano “Origanum vulgare”: sedativo, combate gases, reumatismo e tosse.
  • Pacová: Vermífugo, trata gastralgia e estômago.
  • Panaceia: Depurativo, afecções de pele, sífilis, diurético.
  • Para Tudo: Reconstituinte digestivo, evacuações sanguinolentas.
  • Parietária “Parietária officinalis”: Cálculos renais e retenção urinária.
  • Pariparoba “Heckeria umbellata”: Fígado, vesícula, baço, gastralgia e azia.
  • Parreira-brava: Males do fígado e digestão, reumatismo e cólicas.
  • Pata-de-vaca “Bauhinia forficata”: Diabetes, depurativa, diurética.

  • Pau-ferro “Caesalpinea ferrea”: Diabetes, diminuindo o volume da urina e sede.
  • Pau-pereira, “Geissospermum laeve”: Digestão difícil, estomacal, prisão de ventre.
  • Pau-tenente – Quássia: Hepaprotetora, oxiúros, diabetes.
  • Pedra-ume-caá “Myrcia sphaerocarpa”: Insulina Vegetal: eficaz no diabetes.
  • Peroba: Trata a epilepsia, histeria, asma, coqueluche.
  • Picão-branco: “Galinsoga parviflora”: cicatrizante, anti-inflamatório.
  • Picão/picão-preto “Bidens pilosus”: Icterícia, hepatite, boca amarga, alergias. Uso interno e externos.

  • Picão-roxo “Ageratum conyzoides”
  • Pimenta-de-macaco “Xylopia aromatica”: Digestiva, afrodisíaco.
  • Pimentão “Capsicum annuum”
  • Pindaíba “Xylopia frutescens”
  • Pitanga “Eugenia uniflora”: Febre, ácido úrico, diabetes, colesterol.
  • Pixuri “Licaria puchury major”: Usado nas paralisias e derrames. Uso externo picada de inseto.
  • Plama cristi: Emoliente do intestino, auxilia no emagrecimento.
  • Poejo “Mentha pulegium”: Expecetorante, gripes, resfriados, tosse crônica e asma.
  • Porangaba “Cordia salicifolia (Chá de bugre)”
  • Psilium “Plantago ovata”
  • Pulmonária: Trata pneumonia, tuberculose, enfizema pulmonar.
  • Pulsatila: Corrige o fluxo menstrual, cólicas.
  • Quebra Pedra “Phyllanthus niruri”: Cálculos renais, dores lombares, próstata, cistite.
  • Quina Amarela “Cinchona calisaya” – Coloque 3 folhas em um litro de água e ferva, deixe esfriar e tome 2 xícaras por dia, uma cedo e outra a noite. Contra indicado para crianças e gestantes.

  • Quina Quina “Coutaerea hexandra”: Tônico amargo, hepaprotetor, antidiabético. Uso externo: queda de cabelo.
  • Quixaba: Cistos de ovário, inflamações no útero, corimento.
  • Raspa de joá, “Ziziphus joazeiro”
  • Romã, “Punica granatum” (Casca): Afecções da laringe, faringe, cicatrizante.
  • Rosa-branca, “Rosa Alba L”: Inflamações uterinas, rins. Uso Externo: Banhos.
  • Rosa-rosa/rosa-damascena “Rosa centifolia”
  • Rosa-rubra “Rosa gallica”: Uso externo. Trata mucosas, olhos, úlceras.
  • Rosela “Hibiscus sabdariffa (Hibiscus)”
  • Rubi: Ácido úrico, reumatismo, anti-hemorrágico.
  • Ruibarbo “Rheum palmatum”: Vermífugo, laxativo, adstringente.
  • Sabugueiro “Sambucus nigra” (Flor): Febre, resfriados, catapora, sarampo, escarlatina.
  • Sacaca
  • Salgueiro “Salix alba”
  • Salsaparrilha “Smilax officinalis”: Altamente depurativo, colesterol, ácido úrico, acne.
  • Sálvia “Salvia officinalis”: Tônico mental, digestivo eficaz, males da menopausa.
  • Samambaia: Dores reumáticas, artrite, gripes fortes.
  • Sapé: Retenção urinária, fígado. Uso Externo: Dentição de neném.
  • Sassafrás “Sassafras sassafras”: Depurativo, dores artríticas, inchações.

  • Sene “Cassia acutifolia”: Folhas – Folículos: Laxativo, regulador intestinal, obesidade.
  • Sete Sangrias “Cuphea balsamona”: Depurativo, hipotensor, colesterol.
  • Stévia “Stevia rebaudiana”: Trezentas vezes mais doce que o açúcar, para diabéticos.
  • Sucupira “Bowdichea virgilioides” (sementes): Reumatismo agudo, osteoporose, laringe.
  • Fava de Santo Inácio – *Gengiroba “Strychnos ignatii”: icterícia, hepatite, purgante.
  • Taiuiá (abobrinha-do-mato, cabeça-de-negro) “Cayaponia tayuya”: psoríase, erisipela, interno/externo
  • Tanchagem “Plantago major”: Gargarejos, gengivites, purifica o sangue.
  • Tília “Tilia cordata”: Antidepressivo, espasmódico, calmante.
  • Tomilho “Thymus vulgaris”: Tônico estomacal, desinfetante das vias respiratórias.
  • Umbaúba “Cecropia glaziovii”: Diabetes, bronquite e tosse.
  • Unha-de-gato “Uncharia tomentosa”: depurativa, febres altas, reumatismo, tumores, convalescência.
  • Unha-de-vaca: Diurética, diabetes, depurativa.
  • Urtiga “Urtiga dioica”: Menstruação irregular. Uso Externo: Irritações e corrimentos.
  • Urucum “Bixa orelana”: Anemia, cardiotônica, colesterol. Uso Externo: Bronzeador natural.
  • Uva Ursi- Ursina “Arctostaphylos uva-ursi”: Areias de rins, e bexiga, ácido úrico, próstata.
  • Valeriana “Valeriana officinalis”: Calmante, insônia crônica, stress, labirintite.
  • Velame-do-campo “Croton campestris”: Escrofulose, gânglios, eczemas, depurativa.
  • Verbasco “Verbascum thapsus”: Bronquite, catarros crônicos, artrite, e hemorróidas.
  • Verbena “Verbena officinalis”: Hepatoprotetora, enxaqueca, digestiva, relaxante.
  • Zedoária “Curcuma zedoaria”: Gastralgias, estomatites, úlceras, mau hálito.
  • Zimbro “Juniperus communis”: Anti-Séptico das vias urinárias, cálculos renais, febres.

Veja no Arteblog as plantas regulamentadas pelo Ministério da Saúde e seus benefícios.

Compartilhe no Facebook

Curta no Facebook:

One thought on “Lista das plantas medicinais que fazem bem para saúde

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *