Jogo desafio de computador tirou a vida de um garoto, alerta para os pais

Pais fiquem alerta para mais um jogo de computador que pode terminar em uma tragédia com seus filhos. Um caso já é realidade e aconteceu nesta semana em São Paulo, apesar de ser socorrido rapidamente, não houve tempo de salvar o filho que morreu por fazer um desafio online com seus colegas.

Parece sem consequências, apenas um joguinho inofensivo, só que é muito sério. Por isso é bom sempre ficar de olho no que seus filhos estão fazendo no computador.

De vez em quando, passar, perguntar, levar uma água ou até um lanche. Assim, vai evitar de que eles fiquem fazendo desafios absurdos, só para ver quem que é o mais valente, o mais corajoso. Aquele que é capaz de superar qualquer limite, mesmo correndo um risco sério de perder a vida, mas para eles não tem risco.

O desafio mortal que tirou a vida deste menino de Santos – SP

Gustavo Riveiros Detter de 13 anos, de idade, perdeu um jogo e foi desafiado a passar uma corda no pescoço e ver quanto tempo aguentava, uma espécie de pagamento pela derrota no outro joguinho.

Todos conectados online e se vendo pelas câmeras, iniciarem o louco jogo ao desafiado. Passado uns minutos, os outros notaram que Gustavo tinha desmaiado e ficaram assustados. Eles mesmos ligaram para os pais avisando de que o filho deles tinha desmaiado na frente do computador.

O pai correu para o hospital, mas já era tarde porque a brincadeira sem noção terminou em morte’, diz tio de garoto que morreu após jogo

Gustavo foi velado nesta segunda-feira, 17 de outubro em Santos – São Paulo. Ninguém acreditava no que tinha acontecido

Como encontraram o filho

Aconteceu no sábado a noite na casa do pai de Gustavo. Ele estava em frente do computador com uma corda enrolada no pescoço e já sem respirar, tentaram reanimar e correram para o hospital mais próximo, socorrido ele ainda se manteve vivo até no domingo pela manhã, quando não resistiu e faleceu.

Riveiros, que é tio da vítima, afirmou ao G1 que o sobrinho estava jogando League of Legends no computador com outros três amigos, até que ele perdeu o jogo. Após o ocorrido, o tio de Gustavo analisou conversas do jovem com outros colegas e chegou à conclusão de que o fato foi acompanhado em tempo real por outros jogadores.

“O nosso sentimento é de que isso não aconteça com outras famílias. O meu questionamento é se isso vai alertar todas as pessoas, se vai fazer com que caia a ficha. Ou vai precisar que a gente perca outros meninos, com um futuro brilhante pela frente?

Olha só o que estava escrito nas mensagens do computador

O Detter vai usar a corta de novo no desafio. O tio pergunta: Quantas vezes eles já fizeram isso? este tipo de brincadeira de risco é frequente?

“O Detter foi brincar de novo de se enforcar”

O caso foi registrado na delegacia de Santos – SP, no 7º DP, e a investigação vai ser pela Delegacia Sede de São Vicente. Vai ser feito uma perícia no computador do garoto para apurar até que ponto foi a responsabilidade dos seus amigos, e se todos já fizeram este e outros desafios que levam a sério risco de morte.

Não tenho conhecimento deste caso, mas tenho visto muitos pais dizerem que não invadem a privacidade de seus filhos. São proibidos de entrar no quarto enquanto eles estão jogando com seus colegas ali mesmo ou online, o um absurdo, pois ainda acham isso normal.

Nem imaginam o que eles estão vendo ou fazendo e isso é muito perigoso, são ainda crianças que não tem noção do que é perigoso. O Gustavo que perdeu a vida, não foi porque quis, mas porque achou que era simplesmente uma brincadeira sem nenhum risco. Deu no que deu e agora não tem mais volta.

Compartilhe no Facebook

Curta no Facebook:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *